Câmara participa do ato de assinatura do projeto que cria Cedipro Bento +20

por Assessoria de Imprensa publicado 23/11/2018 12h51, última modificação 23/11/2018 12h51
Projeto de Lei para criação do Conselho Municipal para Estudos, Diretrizes e Projetos (Cedipro Bento+20) foi assinado pelo prefeito Guilherme Pasin, durante palestra- jantar no Centro da Indústria, Comércio e Serviços (CIC-BG)

Na noite dessa quinta-feira (22), a Câmara Municipal de Bento Gonçalves, representada pelo seu vice-presidente vereador Eduardo Virissimo (PP), e pelos vereadores Anderson Zanella(PSD) e Volnei Christofoli (PP), participou do ato de assinatura do projeto que cria o Conselho Municipal para Estudos, Diretrizes e Projetos. Assinado pelo prefeito Guilherme Pasin, o ato ocorreu durante palestra-jantar promovida pelo CIC, com o ex-prefeito de Maringá(PR) Silvio Barros, que abordou o tema: “O Futuro de minha Cidade”.

Barros testemunhou a rápida evolução de Bento Gonçalves para colocar em prática o plano O Futuro de Minha Cidade, da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), apresentado em abril pela Ascon Vinhedos. A partir dessa inspiração, o município formatou e vem trabalhando no projeto 'Bento + 20', com foco no alinhamento de diretrizes de planejamento para as próximas duas décadas. Além de elogiar a sensibilização e engajamento de Bento Gonçalves diante desse desafio, ele fez um alerta sobre as intensas e velozes mudanças pelas quais o mundo passa.

Entre várias atribuições, o Cedipro Bento+20 terá que estabelecer diretrizes visando geração de empregos, gerir um fundo para recursos e instituir câmeras técnicas. “São elas que terão a responsabilidade de pensar o futuro”, disse o engenheiro Milton Milan, coordenador de implantação do projeto O Futuro da Minha Cidade. Ao todo serão oito câmeras, cada uma formada por membros especialistas em suas áreas de atuação - Urbanização e Mobilidade Urbana, Tecnologia, Inovação e Atração de Investimentos, Saúde, Segurança, Educação, Turismo, Gastronomia e Hotelaria, Indústria, Comércio e Serviços e Agricultura, Agropecuária e Vitivinicultura.

O organograma do Cedipro prevê ainda um Plenário - espaço de decisão composto por membros de entidades e do poder público -, um Conselho Consultivo, um Conselho Fiscal e uma Diretoria Executiva. Para o prefeito de Bento, Guilherme Pasin, o momento simboliza a relação amistosa e profícua da administração com as entidades locais.

O presidente do CIC-BG, Elton Gialdi, disse que é preciso aproveitar o empreendedorismo de Bento para cuidar da cidade e, em parceria com o poder público, impulsionar o município para patamares ainda mais elevados.

O vice-presidente da Câmara, vereador Eduardo Virissimo observa que o envolvimento da comunidade por meio das entidades organizadas e o diálogo com o poder público deve existir sempre, pois é o que proporcionará melhores condições de planejamento e definição de Bento para os próximos 20 anos. 

O conselho será composto por 33 membros titulares, e suplentes, sendo 29 da sociedade civil organizada e 04 do poder público. O documento deve ser encaminhado pelo Poder Executivo para apreciação e aprovação da Câmara Municipal.

Acesse mais fotos aqui.

Fonte e créditos das imagens: Barbara Salvatti/Exata Comunicação