Vereadores participam de reunião sobre o presídio

por Assessoria de Imprensa publicado 31/01/2018 11h10, última modificação 31/01/2018 11h10
Na terça-feira (30), foi ficializada a doação ao estado do Rio Grande do Sul, do terreno para construção do novo presídio regional em Bento Gonçalves

A Câmara Municipal de Bento Gonçalves, esteve representada pelo seu presidente, vereador Moisés Scussel Neto (PSDB) e o vice-presidente, vereador Eduardo Virissimo (PP), na oficialização da doação do terreno em que será construído o presídio regional no município, ao estado do Rio Grande do Sul. O prefeito Guilherme Pasin juntamente com o Secretário de Modernização Administrativa e dos Recursos Humanos, Raffaele Marsiaj Quinto Di Cameli, assinaram o contrato na terça-feira (30), na prefeitura municipal.

O contrato formalizou a doação da área de 143,750 mil metros quadrados, localizada na Linha Palmeiro. O processo de doação iniciou em 2004 com a desapropriação do terreno. Desde 2008, foi repassado ao Estado e agora teve a transferência de titularidade oficializada.

Em seu pronunciamento o presidente da Casa, ressaltou a importância da colaboração de todos para que essa demanda seja realizada. “Esse tipo de relacionamento, essa proatividade e aproximação que construímos entre poder público, comunidade e o governo Sartori que sempre esteve de portas abertas para nós, que vão resolver esse problema que está ai há mais de uma década”, enfatizou.

Para o secretário estadual, Di Cameli, o processo só pode ter andamento por contar com o esforço de todos. “ Isso só foi possível graças a um governo proativo, com um conceito de administração moderna, que nos auxiliou para que esse processo tivesse seguimento, além da colaboração da comunidade de Bento Gonçalves que também foi fundamental”, afirmou.

Para o Prefeito Guilherme Pasin essa assinatura significa que a construção do presídio está mais próxima. “Esse é mais um passo para que essa construção aconteça, para que a nossa população não tenha mais que conviver com o presídio no centro da cidade. Uma proposta sem ônus para o Estado, e um avanço para segurança", disse.

Estveram presentes no ato, o secretários de Segurança, José Paulo Marinho, de Administração e Governo, Enio De Paris, presidentes do Consepro, Laercio Pompermayer, do Conselho Comunitário, Regina Zanetti, diretor do Presídio, José Márcio da Rosa Oliveira e José Oro.